Food XP Delivery, entrega, pedido, aplicativo.
Quem Somos
Quem Somos
Data:
Representatividade e compromisso com o Cooperativismo de Crédito Solidário
história da Cresol Confederação está intimamente ligada à constituição de cooperativas de crédito da agricultura familiar. A trajetória está baseada na soma de forças em busca de alternativas de crédito para a economia solidária.

Com surgimento em 2008, era denominada Confederação das Cooperativas Centrais de Crédito Rural com Interação Solidária – Confesol. Em 2016, após oito anos de atuação para organizar e qualificar os serviços prestados aos sistemas associados, a Confesol tornou-se Cresol Confederação. Esta mudança alinhou-se à comemoração dos 20 anos da Cresol, tendo em vista que esta instituição representa mais de 97% da Confederação.


Atualmente, a Cresol Confederação representa as Centrais de Crédito: Cresol Baser, sediada em Francisco Beltrão (PR); Cresol Central SC/RS, sediada em Chapecó (SC); Cresol Sicoper, sediada em Passo Fundo (RS); e ASCOOB, sediada em Serrinha (BA). Sua sede e área técnica estão localizadas em Florianópolis (SC), contando também com um escritório em Brasília (DF).


Com o passar do tempo, a Cresol Confederação se consolidou e vem cumprindo com o objetivo de aumentar o reconhecimento e a participação das cooperativas de crédito e fazer valer os direitos dos associados, bem como contribuir na representatividade das instituições participantes perante os mais diversos agentes públicos e políticos.


Presente em 15 estados, em municípios de pequeno e médio porte, através de 541 unidades de atendimento, a Cresol Confederação atende mais de 467 mil cooperados com soluções financeiras reconhecidas pela agilidade e eficiência, que permitem o desenvolvimento regional com a valorização do cooperativismo. O trabalho de cooperação entre estes Sistemas permite a organização e a qualificação dos serviços prestados, além de um reconhecimento nacional.


Todo o trabalho da Confederação é orientado pelas seguintes finalidades


  • Divulgar o cooperativismo de crédito, defender seus interesses, zelar pelo cumprimento dos seus princípios, promover a educação cooperativista e organizar os serviços de interesse de suas cooperativas centrais associadas;

  • Organizar, propor e padronizar procedimentos tecnológicos relacionados às atividades desenvolvidas pelas cooperativas centrais associadas para prevenir e combater riscos sistêmicos;

  • Planejar, organizar, manter e coordenar fóruns de discussão de temas de interesse das associadas, diretamente ou por meio de comitês consultivos ou grupos de trabalho;

  • Desenvolver soluções financeiras buscando alternativas de crédito para agricultura familiar e a economia solidária;

  • Prestar serviços de tecnologia referentes ao gerenciamento de software e demais tecnologias da informação para as cooperativas filiadas;

  • Fortalecer ações na área de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias de gestão, produção, acompanhamento e divulgação de informações e de outros conhecimentos técnicos e científicos que digam respeito ao cooperativismo de crédito de economia familiar e solidária.
Voltar